sábado, 23 de julho de 2011

A nacionalidade de Jesus

Chefes de vários países se encontraram. Todos defendiam que Jesus tinha nascido em seus respectivos países e indicavam as seguintes provas:

Três provas de que Jesus era judeu: – assumiu os negócios do pai – viveu em casa até os 33 anos; – tinha certeza de que a mãe era virgem e a mãe tinha certeza de que ele era Deus.

Três provas de que Jesus era irlandês: – nunca foi casado; – nunca teve emprego fixo; – o último pedido dele foi uma bebida.

Três provas de que Jesus era porto-riquenho: – o nome dele era Jesus – sempre teve problemas com a lei; – a mãe dele não sabia quem era seu pai.

Três provas de que Jesus era italiano: – falava com as mãos; – tomava vinho em todas as refeições – trabalhou no comércio.

Três provas de que Jesus era californiano: – nunca cortou o cabelo; – andava descalço – inventou uma nova religião.

Três provas de que Jesus era francês: – nunca trocava de roupa; – não lavava os pés; – não falava inglês.

Três provas de que Jesus era brasileiro: – nunca tinha dinheiro; – vivia fazendo milagres; – se “ferrou” na mão do governo.

Não foi possível chegar a um consenso sobre a nacionalidade de Jesus, mas todos concordaram com uma coisa:

Judas, com certeza era argentino…

Fonte:  http://canaldoadolescente.blogspot.com/2011/07/descubra-nacionalidade-de-jesus.html

Postagens Relacionadas