segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Alecrim

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto comum, preferencialmente em solos de origem calcária. Devido ao seu aroma característico, os romanos designavam-no como rosmarinus, que em latim significa orvalho do mar.

Originária da região mediterrânea é cultivada em quase todos os países de clima temperado. Usado na forma de chá e condimento, ele chegou ao Brasil por volta do século XVI e se deu muito bem.

Possui ação expectorante, diurética, desintoxicante, anti-inflamatória. Seus efeitos positivos estão relacionados a males cardiovasculares, hipertensão, arterial, diabetes e câncer. Tudo por conta de uma substância chamada tanino que elimina os radicais livres causadores do envelhecimento precoce das células.

Já as saponinas são fitoquímicos que no sangue inibem a produção de células câncerígenas.

Os antigos queimavam o alecrim em escolas e universidades procurando trazer inspiração aos estudantes. Quando inalados, os óleos essenciais de alecrim aliviam dores garganta e congestão pulmonar

Dicas:

Um ramo fresco pode ser colocado entre as roupas para afastar as traças. a erva é recomendada para afastar olho gordo, inveja, mágoa e tristeza. Atrai o amor, a fidelidade e a alegria de viver. Por isso tenha sempre em casa um vaso com flores e alecrim, ele emanará energia para a casa toda.

Um ramo da erva colocado dentro do travesseiro irá garantir um sono tranquilo, sem sobressaltos.

Contra-indicação:

Se utilizado por longo período ou em doses excessivas, pode causar irritação renal e gastro-intestinal. Não é recomendado para gestantes e pessoas com diarréia.

Fonte: Jornal Bem Estar/maio/11

Postagens Relacionadas