sábado, 13 de outubro de 2012

O mundo não acaba em Teresina

O ex-vigilante Luiz Pereira, 43 anos, foi preso em Teresina, no Piauí, após causar grande tumulto ao prever, e errar, a data do fim do mundo. Pereira acreditava que o mundo acabaria na tarde de sexta-feira 12.

O autointitulado "profeta" criou sua própria religião  e vinha pregando o fim do mundo para 12 de outubro de 2012. Na tarde de ontem, Pereira chegou a reunir mais de 120 seguidores em uma casa na Zona Leste de Teresina para orar e preparar-se para o fim dos tempos. Segundo Pereira, apenas as pessoas que estavam sob sua liderança seriam salvas.

O caso causou indignação entre muitos moradores de Teresina que viram seus parentes alistar-se como fiéis de Pereira. De acordo com a Polícia Militar do Piauí, moradores da capital piauiense ameaçavam invadir a casa onde Pereira reunia seguidores para agredí-lo.

Quando o horário marcado para mundo acabar (17 horas) aproximou-se e nada aconteceu, a multidão ficou enfurecida e tentou invadir o abrigo de Pereira e seus fiéis. A PM afirma que usou bombas de gás de dissipar a multidão e evitar que a turba linchasse o profeta. A própria polícia invadiu a casa, chamada de “arca” onde o profeta estava e o deteve.

De acordo com informações da PM, entre os 120 seguidores estavam mais de uma dezena de menores de idade, que foram levados a um conselho tutelar de crianças e adolescentes em Teresina.

Pereira poderá ser processado por cárcere de menores e por colocar em risco a segurança de seus seguidores.

Fonte: Info Abril

Postagens Relacionadas