terça-feira, 4 de outubro de 2011

O velho, o menino e o burro

Um velho resolveu vender seu burro na feira da cidade. Como iria retornar andando, chamou seu neto para acompanhá-lo. Montaram os dois no anima e seguiram viagem.

Passando por umas barracas de escoteiros, escutaram os comentários críticos: - “Como é que pode, duas pessoas em cima deste pobre animal!”

Resolveram então que o menino desceria, e o velho permaneceria montado. Prosseguiram…

Mais na frente tinha uma lagoa e algumas velhas estavam lavando roupa. Quando viram a cena, puseram-se a reclamar: - “Que absurdo! Explorando a pobre criança, podendo deixá-la em cima do animal.”

Constrangidos com o ocorrido, trocaram as posições, ou seja, o menino montou e o velho desceu.

Tinham caminhado alguns metros, quando algumas jovens sentadas na calçada externaram seu espanto com o que presenciaram: - “Que menino preguiçoso! Enquanto este velho senhor caminha, ele fica todo prazeroso o em cima do animal. Tenha vergonha!”

Diante disto, o menino desceu e desta vez o velho não subiu. Ambos resolveram caminhar, puxando o burro.

Já acreditavam ter encontrado a fórmula mais correta quando passaram em frente  a um bar. Alguns homens que ali estavam começaram a dar gargalhadas, fazendo chacota da cena: - “São mesmo uns idiotas! Ficam andando a pé, enquanto puxam um animal tão jovem e forte!”

O avô e o neto olharam um para o outro, como que tentando encontrar a maneira correta de agir.  Então… Ambos pegaram o burro e o carregaram nas costas!

Preste atenção! Quem dá atenção demais às críticas vive “carregando burros” por aí. As críticas sempre existirão, logo não deixe que elas guiem a sua vida!

Acredite, muitas são as possibilidades, nada está definido!

Fonte: Pablo Santurio – Editor Olá Guia

Postagens Relacionadas