domingo, 4 de dezembro de 2011

Kim Novak

Kim Novak, nome artístico de Marilyn Pauline Novak, modelo e atriz, nasceu em Chicago, Illinois, em  13 de fevereiro de 1933. Descendente de uma família católica tcheca, era filha de pais professores.

Após concluir seu curso secundário, começou a trabalhar como modelo em uma Loja de Departamentos, no setor de moda para adolescentes.  Ela trabalhou ainda como ascensorista, vendedora e assistente em uma clínica dentária.

Após percorrer o país como propagandista de uma fábrica de refrigeradores, "Miss Deepfreeze", Novak mudou-se para Los Angeles, onde retomou sua carreira como modelo.

Em 1954, quando a RKO Radio Pictures produziu o filme "Um Romance em Paris", ela fez uma pequena ponta ao se apresentar como uma modelo em uma escada.

Ao ser vista por um caçador de talentos da Columbia Pictures, foi por este recomendada ao Chefe do Estúdio, Harry Cohn, que procurava alguém para substituir a rebelde e difícil Rita Hayworth.  Assim, Novak assinou seu primeiro contrato, com duração de seis meses.  Na época, ainda usava o nome de batismo, Marilyn Pauline Novak, mas concordou em passar a usar o nome artístico de Kim Novak, sugerido pelo Estúdio.

Após receber aulas sobre a arte de representar, foi escalada para o papel de Lona McLane em "A Morte Espera no 322", de Richard Quine, 1954.  Embora não aparecesse como a atriz principal, sua beleza chamou a atenção do público e da crítica.  Em seguida, atuou em três outros filmes de menor importância até que, em 1955, viu seu trabalho reconhecido por sua atuação em Férias do Amor", de Joshua Logan, ocasião em que foi agraciada com o Globo de Ouro de Revelação Feminina, e indicada pela Academia Britânica ao Prêmio de Melhor Atriz Estrangeira.


A partir daí, Kim Novak atuou em cerca de outros 25 filmes, muitos dos quais excelentes como, por exemplo, "Um Corpo Que Cai", de Alfred Hitchcock, "O Homem do Braço de Ouro", de Otto Preminger, e "Melodia Imortal", de George Sidney.

Sua última aparição na telona ocorreu em 1991, no papel de Lillian Anderson Munnsen, no filme de suspense "Liebestraum - Atração Proibida", de Mike Figgs, para a MGM.  Depois desse filme, passou a recusar sistematicamente muitas outras oportunidades que lhe foram oferecidas para voltar a atuar tanto no cinema quanto na televisão.

Kim Noval casou-se duas vezes:  Seu primeiro casamento, com o ator inglês Richard Johnson, deu-se em 15/03/1965, de quem veio a se divorciar em 23/04/1966.  O segundo, com o veterinário Dr. Robert Malloy, ocorreu em 12/03/1976 e perdura até hoje.  Ela teve, também, um relacionamento com Ramfis Trujillo, filho de Rafael Trujillo, ditador da República Dominicana.

Filmografia

1954 - Abaixo o divórcio
1954 - Pushover (A morte espera no 322)
1954 - The French Line (Um romance em Paris)
1955 - O homem do braço de ouro
1955 - Picnic (Férias de amor)
1955 - 5 Against the House (No mau caminho)
1955 - Son of Sinbad (O filho de Sinbad)
1956 - The Eddy Duchin Story (Melodia imortal)
1957 - Pal Joey (Meus dois carinhos)
1957 - Jeanne Eagles (Lágrimas de triunfo)
1958 - Bell Book and Candle (Sortilégio do amor)
1958 - Vertigo (Um corpo que cai)
1959 - Crepúsculo de uma paixão
1960 - Pepe
1960 - O nono mandamento
1962 - Boys' Night Out (Uma vez por semana)
1962 - Aconteceu num apartamento
1964 - Kiss Me, Stupid (Beija-me, idiota)
1964 - Of Human Bondage (Servidão humana)
1965 - As aventuras escandalosas de uma ruiva
1968 - A lenda de Lylah Clare
1969 - O grande roubo do trem
1973 - Testemunhas da loucura
1973 - A terceira garota da esquerda (TV)
1975 - Satan's triangle (TV)
1977 - O grande búfalo branco
1979 - Apenas um gigolô
1980 - A maldição do espelho
1983 - Malibu (TV)
1987 - Es hat mich sehr gefreut
1990 - The Children
1991 - Liebestraum - Atração proibida

Fontes: Wikipédia; 70 Anos de Cinema.

Postagens Relacionadas