quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Anne Francis

Anne Francis, atriz americana, nasceu em Ossining, Nova Iorque, em 16/09/1930, e faleceu em Santa Barbara, California, em 02/01/2011. Começou bem cedo trabalhando como modelo, aos seis anos já trabalhava no rádio e aos 11 estreou na Broadway.

Contratada pela MGM, apareceu em pequenos papéis em musicais e dramas a partir de 1948, mas retornou a Nova Iorque logo depois, onde atuou na TV. Chamou a atenção do magnata do cinema Darryl F. Zanuck e assinou novo contrato com a 20th Century Fox.

Viveu sua cota de papéis de louras ingênuas, mas teve boas oportunidades em Sementes de Violência (1955) e no clássico da ficção científica Planeta Proibido (1956), no papel da encantadora Altaira, ao lado de Leslie Nielsen e de Robby, o robô.

Na TV, chegou no início dos anos de 1950, com participações especiais em séries como Os Intocáveis, Além da Imaginação, Rawhide, Rota 66, Dr. Kildare, Culpado ou Inocente, Alfred Hitchcock Apresenta, Ben Casey, Histórias do Velho Oeste/Death Valley Days, O Agente da UNCLE, O Fugitivo, A Lei de Burke, Os Invasores, Missão: Impossível, Dan August, Os Audaciosos, O Homem de Virgínia, Gunsmoke, Columbo, Kung Fu, Barnaby Jones, Petrocelli, A Mulher Maravilha, Demônios do Ar, Police Woman, Vegas, As Panteras, Os Grandes Heróis da Bíblia, Dallas, A Ilha da Fantasia, Assassinato por Escrito”, Nash Bridges, The Drew Carey Show e Without a Trace.

Entre 1965 e 1966, estrelou Honey West, primeira tentativa de Aaron Spelling de produzir uma série estrelada por uma detetive feminina. A decisão de produzir a série veio da paixão de Spelling pela inglesa Os Vingadores/The Avengers, na época estrelada por Patrick McNee e Honor Blackman. Spelling tentou reproduzir seu estilo em várias ocasiões diferentes ao longo de sua carreira, como em As Panteras e Jovens Bruxas/Charmed.

Para estrelar Honey West, Spelling convidou Honor Blackman para o papel principal, mas ela recusou. Por isso, o produtor procurou por alguém que fosse fisicamente parecida com ela. Foi assim que encontrou Anne Francis, que estrelara o filme Planeta Proibido, ao lado de Leslie Nielsen.

Introduzida como um episódio de A Lei de Burke, a série, adaptada da literatura policial, apresenta Honey, uma jovem que assume a agência de detetives do pai após sua morte. Para ajudá-la a resolver seus casos, ela conta com o apoio de Sam Bolt (John Ericson), da tia Meg West (alusão a Mae West), interpretada por Irene Verney, e do leopardo Bruce, seu bichinho de estimação.


A personagem era uma espécie de James Bond de saias. A proposta foi bem recebida pelo público e pela crítica, levando a atriz a ser indicada ao Emmy e ao Golden Globe. Mesmo assim, a ABC cancelou a série. Dizem que o motivo teria sido o fato do canal ter comprado Os Vingadores. O valor de compra da produção inglesa seria menor que o custo de produção de Honey West. A série foi cancelada com apenas uma temporada de 30 episódios. No entanto, ao longo dos anos, Honey West ganhou status de cult.

Em 1982, a atriz publicou sua autobiografia, com o título de Voices From Home: An Inner Journey. Anne foi casada duas vezes, sendo que as duas relações terminaram em divórcio. Em seu segundo casamento, teve uma filha, Jane Elizabeth Uemura. Em 1970, a atriz adotou Margaret West, tornando-se uma das primeiras mulheres solteiras a adotar uma criança no estado da Califórnia.

Em 2007, Anne foi diagnosticada com câncer no pulmão, passando por um tratamento de quimioterapia. Em 2008, foi submetida a uma cirurgia para remoção de parte de seu pulmão direito. A doença retornou, atingindo o pâncreas. Nos últimos anos, Anne vivia em uma casa de repouso em Santa Barbara.

A atriz faleceu no dia 2 de janeiro de 2011, aos 80 anos, vítima de câncer no pâncreas.

Fontes: Revista Carcasse; Anne Francis - Wikipédia; Anne Francis (1930-2011) - Revista Veja.

Postagens Relacionadas