quinta-feira, 25 de abril de 2013

Desidratação crônica


A desidratação crônica é mais comum do que se imagina e a maioria das pessoas desconhecem essa doença.

Você anda sentindo muito cansaço, sonolência, dor de cabeça, dificuldade de concentração e fome excessiva? Sua pele anda sem viço e sente o corpo inchado. Pode estar sofrendo de um mal que a maioria das pessoas desconhece que tem: a desidratação crônica. Segundo estimativas, 75% das pessoas sofrem da doença no mundo.

O nosso corpo é composto por cerca de 75% de água, e ela é necessária para muitas das suas funções essenciais. Funciona como um meio de transporte para nutrientes e outros elementos. É essencial para a manutenção da estrutura das células, permitindo que proteínas e enzimas funcionem com mais eficiência.

Ao contrário do que se pode imaginar, a boca seca ou a sede não é o primeiro sinal de desidratação crónica. Quando o corpo manda este tipo de sinal é porque já está entrando em pane. Inclusive, é comum o cérebro mandar sinais de fome, quando na verdade o que o organismo sente é sede. A fome é uma forma de conseguir água para o corpo. O ideal é tomar oito copos de água por dia, e aumentar o número nos dias mais quentes ou quando se está doente. Isso não inclui refrigentes, chás e sucos.

_________________________________________________-
Fonte: Bem Star
Texto: Yasmin Barcellos

Postagens Relacionadas