domingo, 16 de outubro de 2011

Friese, a marreta germânica

Hermann Friese - circa 1904
O primeiro artilheiro a causar sensação no futebol brasileiro foi o jovem alemão Hermann Friese, que chegou a São Paulo em 1903. Alto, corpulento e forte, Friese jogava em qualquer posição e "valia um time inteiro", como diziam os jornais da época. Na verdade, o alemão era um verdadeiro atleta. Na Europa, já havia se sagrado campeão nas corridas de curta (100 e 200 m) e média distância (1500 e 3000 m). Mas o que mais o destacava era sua capacidade de marcar gols. Foi artilheiro por três temporadas em São Paulo, em 1905 com catorze tentos, e em 1906 e 1907, ambas com seis. 

Georg Paul Hermann Friese, futebolista e atleta teuto-brasileiro, nasceu em Hamburgo, Alemanha, em 30/05/1882, e faleceu na cidade de São Paulo, SP, em outubro de 1945. Foi ao lado de Charles Miller e Hans Nobiling um dos mais importantes pioneiros de nosso futebol, sendo reconhecido como o primeiro craque a jogar no Brasil.

Em 1903 emigrou com 21 anos de idade da Alemanha para o Brasil e se afiliou ao Sport Club Germânia, equipe da colônia alemã radicada em São Paulo, fundada por Hans Nobiling. Como também tinha Friese e Nobiling o SC Germania 1887, antecedente do Hamburger SV, que mais tarde inspiraria o nome e as cores do uniforme do time brasileiro.

O alemão foi o artilheiro do Campeonato Paulista de Futebol de 1905 com 14 gols e campeão paulista pelo  Germânia em 1906 e 1915. A Crônica de O Estado de São Paulo, em 1903 lhe chamou de o "sensacional futebolistas de todos os tempos".  Deve-se ainda a Friese a introdução da jogada de corpo, chamada então de marreta, lance que provocou muitos protestos dos adversários.

Hermann foi também treinador da equipe em que surgiu em torno de 1909 o futebolista Arthur Friedenreich. O rapaz, que seria o primeiro gênio do futebol brasileiro, era filho de um imigrante e comerciante de Hamburgo e uma negra brasileira, e sendo mulato era proibido de fazer parte do clube. Foi graças à intervenção de Friese que se revogou tais proibições racistas.

Friese foi também árbitro de futebol chegando a conduzir finais do Campeoanto Paulista.

Já na Europa tinha Friese fama como atleta e em 1902 venceu os 1500 metros no campeonato alemão de atletismo. Em maio de 1907 ele foi o único atleta brasileiro em uma competição internacional no Uruguai e venceu em uma única noite corridas de 1500 metros e 800 metros, ficando em segundo na prova dos 400 metros.

Fontes: Wikipedia; Revista Placar.

Postagens Relacionadas